TEMPS D'IMAGES 2003
25 SET > 5 OUT
   
         
   
         
   
 
 
rodrigo garcia
A HISTÓRIA DE RONALD O PALHAÇO DA McDONALD'S
 
 
Criado nos arredores de Buenos Aires, Rodrigues Garcia tinha como destino o trabalho de talhante, como o seu pai. Deixa, no entanto, a Argentina e vai trabalhar no meio publicitário em Madrid. Em 1989 funda a sua própria companhia, a La CARNICERIA TEATRO. Numa Espanha Pós-Franquista ele semeia a confusão e a sua escrita revela as artes plásticas e o vídeo, representando uma sociedade confinada à sua podridão. 
Consagrado no Festival d’Avignon com “After Sun” e “Je crois que vous m’avez mal compris”, tornou-se no autor estrangeiro mais representado em França.
Os seus objectos incidem sobre o Ocidente bulímico regido pela preguiça dos hábitos consumistas e pelo despotismo familiar.
Neste espectáculo, o palhaço Ronald, símbolo dos fast-foods e da globalização, queima livros e troça de uma sociedade apática em relação aos seus abusos.
Com um olhar e um sorriso irónico, Ronald é a figura de proa de um Mundo organizado à volta da ingestão e evacuação dos excessos.
Texto publicado por LES SOLITAIRES INTEMPESTIFS
 
uma proposta de Rodrigo Garcia
desenvolvida com os intérpretes Ruben Ametllié, Juan Loriente e Juan Navarro
colaboram todas as noites Nieves, Candela, Yago e a Banda Filarmónica de Montemor-o-Velho
iluminação Carlos Marquerie
música Juan Navarro (Panasonic)
vestuário Mireia Andreu e Jaume Martinez (mecanica.com)
desenho de projecções Rámon Diago (maelstom.com)
vídeo Rodrigo Garcia
montagem Susana Paiva e Javier Marquerie
adereços Catarina Oliveira
fotografia Pedro Medeiros
tradução dos textos para português Tiago Rodrigues
co-produção Citemor — Festival de Montemor-o-Velho e La Carniceria Teatro
apoio INAEM e Consejería de las Artes de la Comunidad de Madrid